Logon 24 motivos-para-visitar-pirenopolis.aspx

    ​​3 Motivos para visitar Pirenópolis mais de uma vez


    Pirenópolis, no estado de Goiás, tem uma localização pra lá de privilegiada: são 130 quilômetros a partir da capital, Goiânia , e 150 saindo de Brasília . E, como era de se esperar, isso faz da cidade um destino muito procurado em finais de semanas e feriados, mas o motivo não é apenas a facilidade de acesso. Tem tantoa coisa para fazer por lá que vale a pena voltar e conhecer um pouquinho de cada vez. História, cultura, comida boa e muita natureza são apenas alguns dos atrativos do local que separamos para te ajudar a planejar o seu roteiro. Confira o que fazer em Pirenópolis!​​​​ 

      ​Viajar no tempo e conhecer a história da cidade
      Estabelecida no século 18, Pirenópolis parece, no bom sentido,  ter parado não tempo, tão preservado seu Centro Histórico. Andar pelas ruazinhas de pedra em meio aos casarões e às igrejas com construções intactas é praticamente uma viagem na história. Dentre as muitas atrações, vale a pena reservar tempo para a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, monumento mais antigo de que se tem registro no estado, erguido por escravos em 1728. As igrejas do Bonfim e de Nossa Senhora do Carmo também são ícones religiosos locais que merecem uma visita, assim como as Ruas Direita (onde está o Teatro Municipal, outra das principais atrações da cidade), do Bonfim e Aurora, que concentram os principais pontos de interesse do centro. Anualmente, 40 dias após a Páscoa, acontece a Festa do Divino Espírito Santo, quando ocorre também a Cavalhada, uma encenação da batalha entre cristãos e mouros. 
      ​Conhecer a famosa Rua do Lazer de Pirenópolis
      Oficialmente batizada Rua do Rosário, mas tradicionalmente conhecida como Rua do Lazer, o local faz jus ao apelido: tomada por bares e restaurantes que oferecem desde o melhor da comida tradicional goiana até deliciosos restaurantes de comida internacional, a rua serve como palco para shows, festas e espetáculos dos mais variados. Também localizada no centro histórico, tudo isso ocorre com casarões e construções coloniais como pano de fundo. O primeiro e mais tradicional estabelecimento do pedaço é o Aravinda, que começou como uma loja de roupas, quando a área ainda era totalmente residencial e, segundo contam os locais, as crianças brincavam nas ruas enquanto os moradores sentavam na calçada para interagir uns com os outros e curtir a tranquilidade que hoje foi substituída por todo esse agito. 
      Explorar a natureza visitando parques e cachoeiras
      Novamente em função de uma localização muito privilegiada, Pirenópolis dá acesso a redutos naturais que impressionam pela beleza e preservação. Os destaques ficam por conta da Reserva Ecológica Vargem Grande, onde trilhas dão acesso às cachoeiras do Lázaro e Santa Maria;, da Cidade de Pedra, uma área de 600 hectares com diversas formações rochosas que dão origem a cânions, labirintos e paisagens incríveis;, e o Parque Estadual da Serra dos Pirineus, que proporciona uma experiência de imersão em meio à vegetação do cerrado, além de dois picos com excelentes vistas panorâmicas – o Pico dos Pirineus, com 1.385 metros e Morro Cabeludo, com 1.350. Para os aventureiros, também há opções, como montanhismo, mountain bike, rafting, rapel e boia-cross, que são organizados pelas agências locais.​​ 

      Conteúdo criado por PLOT CONSULTORIA DE VIAGENS.