Logon 55 dicas-rio-grande-do-norte.aspx


    Roteiro no Rio Grande do Norte: dicas de lugares para se encantar no estado potiguar


    Pensou em areia branquinha, dunas, falésias, fortes e aquele mar que faz qualquer um suspirar? Então você pensou no Rio Grande do Norte! O estado nordestino faz divisa com outros dois paraísos, Ceará e Paraíba, e é banhado pelo Oceano Atlântico.

    ​A capital potiguar, Natal, é o principal destino turístico do estado, mas não só dela vive RN. Além de aproveitar tudo o que Natal te oferece, o estado está cheio de outras atrações para rechear seu roteiro pela região. Planejando com antecedência a sua viagem, para quando tudo estiver bem, você levará embora desse destino memórias incríveis para nunca se esquecer!

    Separamos neste post algumas dicas do que fazer por lá, veja só:

    Explore Natal, capital do Rio Grande do Norte

    Natal, datada de 1599, guarda encantos que merecem sua visita. Desde as praias estonteantes até os monumentos históricos, aproveitar a capital do Rio Grande do Norte tem que estar na sua lista. 


    Visite a famosa Praia da Ponta Negra, onde fica um dos maiores cartões postais da cidade, o Morro do Careca. ​A praia conta com um infraestutura completa para que você e sua turma curtam o dia de praia.​ Aproveite e prove por ali alguns dos pratos típicos do estado, como o baião de dois de camarão, o cuzcuz e o delicioso escondidinho de carne seca.


    Ainda pela capital, conheça o Parque das Dunas. Ele é considerado o maior parque urbano sobre dunas do país​. Por lá, os visitantes podem fazer algumas trilhas com o acompanhamento de guias, conhecendo um pouco mais sobre a fauna e flora da região, passando pelas dunas e garantindo lindas fotos em um mirante.


    Se a visita for ao domingo, além de poder fazer um belo piquenique com a galera, vocês poderão curtir o projeto Som da Mata. Sempre ao fim das tardes dominicais, artistas locais fazem apresentações de música instrumental. 


    Extendendo seu passeio para o lado histórico e cultural da cidade, o Forte dos Reis Magos é um ótimo passeio para se fazer. Em formato de polígono estrelado, o forte foi a primeira construção da cidade, que começou em 1598 e só terminou 30 anos depois. Ele servia para proteger a região de invasões e hoje conta um pouco da história da cidade. Os guias levam os visitantes pelos antigos depósitos, alojamentos, a capela e também os canhões. É lá que está guardado o Marco de Touros, de 1501, considerado o documento mais antigo que se tem conhecimento do Brasil, sendo a referência de posse da coroa portuguesa no país.


    Além da capital e de outros destinos conhecidos no estado como a Praia da Pipa, as Dunas de Genipabu e São Miguel do Gostoso, aproveite também:

    ​​



      Galinhos

      Na região centro-norte do estado está Galinhos, distante a 170 km de Natal. A península potiguar é rodeada por salinas, dunas, manguezais, praias e rio.  Tão paradisíacao como outros pontos do estado, o pequeno vilarejo parece ter parado no tempo. Por ali, a hospitaleira população usa charretes como seu principal meio de transporte. É um pequeno pedaço de paraíso em meio a vegetação típica da caatinga, dunas coloridas e as falésias, tão marcantes e características do estado do Rio Grande do Norte. 


      Se sossego, praias isoladas, pouco movimento e gastronomia impecável estão no topo da sua lista de prioridades para as suas férias, esse é o lugar. 

      O principal ponto turístico é o Farol de Galinhos, Localizado na praia que leva o seu nome. O farol serve de orientação para as navegações no litoral daquela região. Além disso, foi construído em uma posição perfeita para observar o pôr do sol, o​ que arranca elogios dos turistas que visitam a cidade.

      A curiosidade sobre o ponto turístico fica a cargo de um pequeno erro em sua construção original, em que a iluminação ​​ficou prejudicada por um balaustre da varanda. A reforma fez com que o farol ​tomasse um formato distinto e único em seu gênero.



      Farol de Galinhos, no vilarejo de Galinhos, Rio Grande do Norte - Brasil

      Baía Formosa​

      ​Famosa pelo surfe, mas pouco explorada quando o assunto é turismo, a cidade de Baía Formosa está distante da capital cerca de 94 km. Na região, encontra-se a maior reserva de Mata Atlântica ainda preservada do estado. A Mata da Estrela, como é conhecida, tem cerca de 2 mil hectares.


      Para os apaixonados pela prancha, o litoral da cidade, com cerca de 10 mil habitantes, oferece ondas agitadas e vento perfeito para a prática do esporte, o que confere o apelido de "berço do surfe potiguar" a região.​ Se quiser pegar uma onda por ali, os principais picos de surf são: Pontal, Picão, Praia do Mar Aberto e o Point Secret.


      Com infraestrutura adequada para receber seus visitantes, você ainda pode conhecer por lá ​a Praia da Cacimba e também a Baía dos Golfinhos (onde eles podem ser vistos com frequência!), Praia do Bacupai, boa para a prática de surfe, mas também para o descanso e passeio em família, e a Lagoa Araraquara, mais famosa pelo nome de Lagoa da Coca-Cola, apelido que ganhou pelo fato de suas águas terem o tom escuro, resultado da composição química do seu solo, rico em ferro e iodo, e também pelas raíses de árvores que cercam a lagoa.​


      Dunas do Rosado

      Pelo oeste do estado, a nossa dica de passeio é conhecer as Dunas do Rosado​​​, na cidade de Areia Branca, cerca de 350 km de Natal.  Elas ​criam um cenário cinematográfico​, tendo sido pano de fundo para algumas novelas e séries brasileiras.

      ​​​

      As dunas fazem parte da APA (Área de Proteção Ambiental) do Rosado. Junto com os 20 km de extensão da praia de Ponta do Mel, vilarejo onde ficam, formam o segundo maior conjunto de dunas móveis do Brasil, ficando atrás somente dos Lençóis Maranheses. 


      ​Sua coloração avermelhada é resultado ​​​​do encontro das areias brancas e fofas com as montanhosas falésias da região. O espetáculo à parte fica ao entardecer, quando o pôr do sol ​colore ainda mais o vermelho das areias. É um show e tanto da natureza e te renderá fotos sensacionais!


      Se você quiser curtir a tranquilidade do vilarejo rústico, aproveite o dia na praia, ​ provando um delicioso peixe com macaxeira frita em uma das barracas que servem os turistas à beira-mar.



      ​Nísia Floresta​

      A antiga cidade de Papari está a cerca de 50 km de Natal e ganhou o nome de Nísia Floresta em homenagem a escritora, educadora e poetisa brasileira, nascida em 1810 no estado, Dionísia Gonçalves Pinto, que utilizava "Nísia Floresta" como pseudônimo. 


      Na famosa "Terra do camarão", as lagoas de águas cristalinas e as praias são os maiores atrativos da cidade, agradando todos os tipos de público.  Por lá,​ é possível fazer passeios nos famosos buggys, praticar stand-up, andar de caiaque e também quadriciclo.


      Para as crianças, a atração mais procuradq nas lagoas são os pedalinhos em formato de cisne, que fazem o maior sucesso com os pequenos.


      Agora que você já anotou todas essas dicas, temos certeza de que conhecer o Rio Grande do Norte, esse pedacinho tão especial do nordeste, já entrou na sua lista de próximas viagens quando tudo estiver bem!



      Veja também:  Roteiro em Alagoas: dicas para aproveitar o paradisíaco es​tado nordestino



      E aí, gostou deste post? Então não deixe de conferir outras ideias incríveis de destinos, viagens, gastronomia, fotografia e muito mais nas nossas redes sociais! Siga a Localiza no InstagramFacebook, TikTokTwitterYoutube e no Pinterest, e fique por dentro de tudo isso!​


      Estamos concorrendo ao Prêmio Reclame Aqui 2021, na categoria Locadora de Veículos. Contamos com você para​ continuarmos sendo referência em aluguel de carros no Brasil. Clique​ e vote!


      ​​




      Lagoa do Carcará, no município de Nísia Floresta, Rio Grande do Norte - Brasil