Dicas e roteiros de viagem

Venha se inspirar a embarcar no seu próximo destino.

O que fazer em Florianópolis

Saiba o que fazer em Florianópolis

A Ilha da Magia é um reduto de inúmeros encantos: culinária variada, praias para todos os estilos e gostos, trilhas e museus. Quer saber o que fazer em Florianópolis, a capital de Santa Catarina? Opções não faltam! 

Só para se ter uma dimensão das inúmeras alternativas que Floripa oferece: são 42 praias! Por isso, uma boa ideia para facilitar o deslocamento entre os passeios é alugar um carro.

Se você preferir ir com o seu carro próprio, a dica é fazer a revisão do veículo com a Localiza+. É segurança, confiança e tranquilidade para você!

Agora, confira as nossas sugestões para passar dias maravilhosos e curtir as belezas naturais deste paraíso ao Sul do Brasil.

Praias

Como falamos, Florianópolis conta com 42 praias, por isso é um destino perfeito para quem curte mar e natureza. As com melhor infraestrutura turística, como hospedagem, bares e restaurantes, estão situadas ao norte da ilha. Mas, isso não quer dizer que as demais não devam ser visitadas. Ao contrário: todas têm seus encantos!

Vamos listar algumas que não podem faltar no seu roteiro e que vale a pena reservar um tempo e conhecer:

Se você quer ondas e surfe, a Praia da Joaquina é ideal. Ela também é indicada para famílias com crianças, pois é onde estão as famosas dunas de Floripa. 

Quer um local mais reservado e tranquilo? Escolha Lagoinha, que tem uma vibe mais rústica. Além disso, muitos a consideram a praia mais bonita da cidade. Já a Praia da Solidão é uma ótima opção para quem gosta de lugares com menos movimento.

Agora, para quem tem um espírito esportivo e manda bem em esportes aquáticos, tem a Praia Mole que, por estar em mar aberto, também proporciona ótimas ondas para o surfe.

Ainda temos as águas quentes de Jurerê, Praia Brava e Campeche — outra praia famosa e tida como uma das melhores do Brasil. Além disso, inclua uma visita à Ilha do Campeche, que fica em frente à praia. É um lugar maravilhoso, com águas clarinhas, trilhas e inscrições rupestres. E, se quiser badalação, tem de ser a Praia dos Ingleses.

Vista aérea da Praia da Joaquina Praia da Joaquina, Florianópolis – SC

Passeios urbanos

O tempo fechou durante a sua viagem e não sabe o que fazer em Florianópolis com chuva? Ou está visitando Floripa no inverno? Não se preocupe! A cidade não é só praia e conta com muita história. Por isso, coloque no roteiro um passeio pelos museus — que são vários.

O Museu “O Mundo Ovo de Eli Hei”l tem um rico acervo da artista plástica brasileira Eli Malvina Heil. Se quiser conhecer a história da cidade, visite o Museu Histórico de Santa Catarina, que fica no Palácio Cruz e Souza, palco de acontecimentos políticos e militares. O prédio tem arquitetura do século XIX e conta com exposições de objetos e móveis de época. É uma verdadeira viagem no tempo!

Outro local interessante é o Museu do Homem do Sambaqui, com exposições de acervos arqueológicos de 4 mil anos. Entre eles estão mais de 200 peças, como esqueletos conservados, moedas e peças indígenas. Há inclusive um espaço que chama atenção da criançada, a Zootecnia, que possui diversas espécies de animais taxidermizados (empalhados).

Fazendo o passeio de carro, você pode se deslocar facilmente e incluir outros programas no seu roteiro. Uma boa opção é visitar locais históricos, como a Fortaleza de São José da Ponta Grossa, construída pelos escravos no século XVIII no alto do Morro Ponta Grossa. Protegida por espessas muralhas, ainda se observa os resquícios do período colonial do Brasil.

O bairro Santo Antônio de Lisboa também não pode ficar de fora da lista de o que conhecer em Florianópolis. O lugar é um antigo núcleo de imigração de açorianos e suas casas, ruas de pedras e praças ainda são preservadas. Uma das atrações é a Igreja de Santo Antônio, o antigo Posto da Alfândega. Ali, hospedou-se Dom Pedro II e foi a primeira rua calçada de Santa Catarina.

No Ribeirão da Ilha, você encontra o Centro Colonial, com restaurantes e lojinhas. Tem também a Igreja Nossa Senhora da Lapa, o Ecomuseu do Ribeirão da Ilha e, claro, a Praia do Ribeirão da Ilha.

Entrada da Igreja de Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis - SC Igreja de Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis – SC

Melhores atrações

Um dos cartões-postais da cidade, a Lagoa da Conceição está localizada na região Leste da ilha. Ali, reúnem-se turistas do mundo inteiro que estão em busca de badalação, boa gastronomia e muitas aventuras. São cerca de 1971 km² de área e uma ótima opção de programa para a noite.

A cerca de 13 km do Centro de Florianópolis, por lá você encontra o Mirante da Lagoa da Conceição, as lojinhas e feirinhas na Avenida das Rendeiras e os restaurantes e botecos do centrinho. Nessa mesma direção, estão as praias Joaquina, Mole, Galheta e Gravatá, perfeitas para a prática de esportes aquáticos e mergulhos. 

Entre as melhores opções de o que fazer em Floripa também está o Parque da Luz e sua vista privilegiada da Ilha da Magia. Dali, você pode ver um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade: a Ponte Hercílio Luz. Vale a pena reservar uma tarde inteira para conferir o lugar de perto e, claro, aproveitar o belíssimo pôr do sol. Uma boa pedida para um roteiro de casal.

Além disso, também é possível conferir outras estruturas bem famosas da região, como as pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, que fazem a ligação entre a ilha e o continente.

Ponte Hercílio Luz

Como falamos, a Ponte Hercílio Luz é um cartão-postal da cidade. A construção do primeiro elo entre a ilha e o continente foi um marco histórico no Brasil, na década de 1920. A obra, que durou quatro anos, contou com material importado dos Estados Unidos e tecnologia de ponta.

Trata-se da maior ponte pênsil com sistemas de barras de olhal no mundo. Fatores como o salitre (produto da ação corrosiva do mar), aumento da capacidade para além do planejado na inauguração e falta de manutenção, culminaram na primeira interdição, em 1982 (houve reabertura parcial em 1988 e total em 1990), e na segunda, em 1992 (que durou até a reabertura de 2019).

Com um carro alugado, você pode cruzar a maior ponte suspensa do Brasil, com 821 metros, e conhecer esse que é o símbolo mais famoso da cidade. O mirante situado à cabeceira insular proporciona uma das mais belas vistas panorâmicas do Centro de Florianópolis.

Ponte Hercílio Luz Ponte Hercílio Luz, Florianópolis – SC

Estádio Orlando Scarpelli

Os amantes do bom futebol não podem deixar de conhecer o Estádio Orlando Scarpelli, que é a sede oficial do Figueirense Futebol Clube, time fundado em 1921. À época, um grupo de esportistas se reunia sob uma figueira no antigo Bairro da Figueira, localizado na região central de Florianópolis.

O estádio começou a ser construído em 1940, mas as obras só foram concluídas em 1945. Atualmente, o local tem capacidade para 19.908 espectadores. Ao lado da secretaria do clube funciona o Memorial, que pode ser visitado gratuitamente.

Centro Histórico

O Centro Histórico de Florianópolis é onde estão os monumentos e as construções que contam o surgimento da cidade. Foi nessas imediações que a Vila de Nossa Senhora do Desterro foi fundada e povoada. Por lá também está a Praça XV de Novembro, que homenageia a Proclamação da República, construída entre 1885 e 1887.

Além disso, o Casario Colonial está entre as diversas construções coloniais que retratam os traços da história florianopolitana. Hoje restaurado e ocupado por atividades comerciais, o conjunto de cinco sobrados alinhados e colados chama a atenção de quem passa pela região.

Com a construção iniciada em 1753 pelo brigadeiro José da Silva Paes, a atual Catedral Metropolitana de Florianópolis praticamente surgiu com a fundação da cidade. A estrutura atual foi erguida exatamente no mesmo ponto da pequena igreja de Nossa Senhora do Desterro, originalmente construída em 1675.

O Largo da Alfândega é outro ponto que tem grande importância histórica para a cidade. Construído a partir de 1875, abarcando a alfândega, a edificação em estilo neoclássico foi fundamental para as atividades comerciais na ilha e permaneceu em atividade até meados da década de 1960. Em 2020, o Largo da Alfândega foi reinaugurado e, ao seu lado, fica o Mercado Público.

 

Leia mais:

Toda a magia do Beto Carrero World e o litoral norte de SC

Viaje pelo Sul do Brasil e descubra a cidade histórica de Laguna, em Santa Catarina