Logon 9 circuito-das-aguas-diversao-para-todos.aspx

    ​​ ​​Diversão mais​​ do que garantida em Serra Negra e Socorro


    Pouco mais de duas horas separam a cidade de São Paulo da região conhecida como Circuito das Águas, já bem perto da fronteira com o estado de Minas Gerais. Com localização privilegiada, aos pés da Serra da Mantiqueira, a área recebeu esse nome pela abundância de rios e nascentes em seu entorno. 

    Dentre as cidades que compõem a região, Serra Negra e Socorro, distantes menos de 1 hora entre si, são das que mais atraem visitantes. Se você mora na capital de São Paulo, o destino é perfeito para uma viagem de final de semana e os motivos são diversos. Mas se você planeja uma viagem mais prolongada, poderá aproveitar tudo o que Serra Negra e Socorro tem a oferecer e seguir viajando de carro até Monte Sião, uma cidade perfeita para comprar malhas. Para te ajudar a preparar o roteiro nós separamos algumas dicas do que fazer no Circuito das Águas. ​​​

      Serra Negra, diversão das crianças aos vovôs
      Cidade mais famosa no Circuito das Águas, Serra Negra é bastante procurada por turistas que querem aproveitar o clima bucólico para relaxar em um confortável hotel-fazenda. Existem muitos por ali. Mas, para quem gosta de misturar o descanso com uma boa dose de diversão, o destino é um prato cheio. 

      1ª Dica de passeio: Para todas as idades 
      Para começar, a principal atração turística da cidade: no caso de Serra Negra, um passeio ideal para a família toda. Trata-se de um teleférico cujo ponto final é o Pico do Fonseca, com mais de 1.000 metros de altitude e uma vista de tirar o fôlego. Vale a levar uma cesta de comes e bebes, para um inesquecível piquenique nas alturas. Outra opção que faz parte das “atividades imperdíveis” e encanta viajantes de todas as idades é a Maria Fumaça, que em cerca de 50 minutos percorre o centro da cidade, passando por suas principais construções e belas fontes – mas atenção: com exceção dos meses de férias escolares, em que há saídas diárias, o trem funciona apenas aos finais de semana.

      2ª Dica de passeio: Para os baixinhos
       Se o seu grupo não for assim tão misturado, a ponto de ser preciso agradar crianças e vovôs, aí vão mais dicas: para os pequenos, uma escolha certeira é a Disneylândia dos Robôs, uma oficina repleta das engenhocas mais inesperadas; 

      3ª Dica de passeio: Para adultos 
      Já para os mais velhos, vale destacar que a região também conta com a fabricação de produtos artesanais e por isso não pode faltar no r​oteiro um dia para a degustação de queijos, vinhos e muitos outros produtos como iogurtes e cafés, todos à venda para quem gostar e quiser levar para casa.
      ​​Socorro, aventura – literalme​nte – acessível
      O apelido “Cidade Aventura” que Socorro recebe não é em vão: os diversos rios da região associados a uma excelente estrutura turística fizeram da cidade um dos principais destinos para quem gosta de esportes aquáticos de aventura como o rafting – que, por ali, atinge o maior nível de dificuldade em todo o estado. Tirolesas, rapel e arvorismo são outras das atividades que compõem a (extensa) lista. 

      Mas, engana-se quem pensa que a cidade é apenas para os mais arrojados. Além de oferecer atividades para gente de todas as idades, Socorro também se destaca pelo turismo de aventura acessível, que vai desde tirolesas adaptadas para cadeirantes até hotéis-fazenda totalmente preparados com acessibilidade – como reconhecimento, o destino recebeu, em 2014, o prêmio espanhol Rainha Sofia de Acessibilidade.​

      Conteúdo criado por PLOT CONSULTORIA DE VIAGENS.